29/09/2009

ele está no meio de nós

Quando garoto, é normal termos medo de monstros como o bicho-papão, a loira do banheiro, crianças japonesas, ou até mesmo o malamen.

Depois que crescemos, até achamos graça dessas besteiras.

Agora, o assunto que venho falar hoje é muito mais sério. Esse é um ser que nos assombra até hoje, não importa a idade. Basta cruzar os olhos uma vez que um terror invade nossas mentes, ondas de calafrio se espalham pelo corpo e, aos poucos, vai digerindo nossa vontade de viver.

Estou falando do Fofão da Paulista.

Aquele mutante barbudo que fica pedindo dinheiro no farol, e não contente com a cara deformada, ainda passa uma maquiagem assustadora. Eu nunca consegui saber direito o que ele quer, mas acho que é algo relacionado a teatro (só podia).

Durante toda a minha adolescência eu não podia andar sossegado perto de casa, com medo de a cada esquina, trombar com esse ser que suga a alma de quem passa perto dele. Lembro de uma vez que uma ex-namorada do Agro começou a chorar, enquanto aquela massa disforme se dirigia impiedosamente em direção ao nosso carro.

Inclusive já foi matéria do finado Notícias Populars, depois de tentar assaltar uma joalheria.

Pois bem, hoje mesmo estava eu sossegado, quando recebo uma ligação desesperada de Pampa. Ele tremia, sua voz era uma mistura de pavor e ansiedade. Eu mal conseguia entender suas palavras, quando eu finalmente ouvi: “mike, o fofão tá no carro da frente, ta vindo na direção do meu.”
Pronto. De súbito tive uma taquicardia. Não era possível que esse pesadelo tinha voltado. Fazia anos que eu não via essa aberração, e lutava constantemente para não lembrar dele.

Por sorte, Pampa conseguiu escapar do nosso algoz, mas não sem levar seqüelas que vão ficar para sempre em sua mente.

Não consegui achar muitas fotos na internet, mas aqui vão algumas para você entender do que eu estou falando. E muito cuidado ao andar na região da Paulista. Você pode ser o próximo.



10 comentários:

Agro disse...

Hahahahahahaahhahaaha, grande Fofão!!
Faz tempo que não o vejo também.
Esse assalto aí aconteceu em 2000, lembro bem porque foi quando eu e Michael trabalhamos juntos numa agência de publicidade BUENA, e vimos a notícia voltando do almoço.
Segundo o jornal, ele assaltou uma loja de penhor, no Conjunto Nacional, na Paulista com a Augusta. Ele foi preso logo depois, na calçada central da Paulista, entre as 2 pistas, e estava gritando: "Eu vou ser presidente do Brasil!!!".
Nem lembrava que essa ex-mina existia, agora o Big Fofo é unforgettable.

Luli disse...

Ele ainda não consegue ser mais assustador que as Reginas Casés (atual e de outrora).

pampa disse...

meu...foi foda. Pior que eu via o Fofão distribuindo um folheto pros carros da frente (aliás, que folheto?? cabe um post sobre o que tem nesse folheto...) e tava rezando pra ele não chegar na minha janela. Acho que ele me viu falando ao cel (com o mike) e não se deu o trabalho de ir até mim. Lógico que a bazuca já tava armada no banco de trás...mas foi um alívio...
Fofão, o MITO urbano da paulicéia.

Milene Reis disse...

Ainda bem que nunca vi, mas esse Fofao ai ta mais parecendo o Clovis Bornay.

N. Ferreira disse...

Meeeeeeeu, eu vi ele outro dia na frente do Anglo da Sergipe!
Ele é ASSUSTADOR e agora fiquei mais assustada ainda de saber que ele tá na área desde 2000 e não me parece velho!
Definitivamente MUTANTE!!!

Pança disse...

Ele é RTV.
Acho que trabalhei com ele...

Anônimo disse...

https://www.buzzfeed.com/felitti/fofao-da-augusta-quem-me-chama-assim-nao-me-conhece?utm_term=.ws4ol3Yzv5#.jbbk1AXmpy

Anônimo disse...

Ele é um ser humano. o mínimo seria respeitar. Esse texto é uma vergonha

Mariana Maria Fontes disse...

https://www.buzzfeed.com/felitti/fofao-da-augusta-quem-me-chama-assim-nao-me-conhece

Anônimo disse...

Texto ridículo, ELE É UM SER HUMANO E MERECE RESPEITO, aberração é você por desrespeitar alguém assim. PAZ