23/10/2008

Com bola e tudo.

Hoje o Pelé completa 68 anos. Eu não vi ele jogar, mas meu pai viu e diz que realmente era algo extraordinário. Outra coisa: Pelé não envelhece. E para provar que ainda está em forma, o Rei resolver repetir um dos lances inesquecíveis de sua carreira. Parabéns, Pelé.

 


17/10/2008

Utilidade pública

não sei se essa informação vai ser útil para alguém, mas nesse momento eu estou sem cueca.

obrigado.

14/10/2008

Mike Tyson

imagine a seguinte situação: você vai ter que sentar no colo do Mike Tyson. Os dois estão pelados, mas um de vocês pode colocar uma sunga.
o que você prefere: usar a sunga, ou que o Mike Tyson use?

p.s. não vale responder "prefiro morrer".

Eleições em Curitiba

Considerando a premissa básica de que um político PRECISA dominar a arte do discurso eu pergunto: quem foi o Orientador Vocacional desse corno?


video
Lauro Rodrigues, o Pai Desenvoltura

09/10/2008

Nunca me enganou.

Ah, tá. Então agora olha bem na minha cara e fala que o Paul Stanley e a Donna do Barrados no Baile não são a mesma pessoa.

Nem fudendo que você consegue.



Onde vamos parar?





A fila pra assistir ao show do McFly, bandinha tosca que mistura NX Zero (quem?) com RBD (quê?), aqui no Via Funchal tá dando a volta em dois quarteirões. E o show só começa às 21:30h.

Que deprê ver toda essa molecada vestida de emo, com as mães escoltando do outro lado do rua.

Tomara que chova.

07/10/2008

garçom

Odeio garçom. O porquê não interessa, o fato é que eu não gosto desse povo. O que me conforta é que eu não tô sozinho nesse barco, tem muita gente que compartilha a minha opinião.

Não tem coisa mais irritante que um cara que fica rondando quando eu tô comendo, ouvindo tudo o que a gente fala e sempre leva embora aquele último golinho do guaraná que eu tava guardando pro grand finale. Fora que esses caras estão sempre com a rola na altura da nossa cara. Já vai daí.

Meu bode já começa na hora de chamar o garçom. Você fica duas horas com a mão levantada, implorando a atenção de um filho da puta desses, que com a cara mais lavada do mundo chega só para dizer que essa mesa não é dele, e que o garçom já tá vindo. Pô malandro, se dá pra dizer que não é a sua mesa, já pega o pedido, cacete.

A birra só aumenta quando vou fazer os pedidos. Você pede seu guaraná (sempre ele), e o cara pergunta se é diet. Porra, eu pedi diet? Se eu não falar que quero um guaraná diet, é porque obviamente eu quero o normal, o standard. Caraleo, se eu quiser um guaraná diet, eu peço guaraná diet. Ou ele acha que eu realmente queria diet, mas não tinha a capacidade de pedir? Ó santo salvador, muito obrigado.

Sem falar que neguinho oferece o famoso gelilimão e nem ouve sua resposta. Quando eu invento de pedir “só gelo” então, aí fudeu de vez. Vem um copo vazio com uma fatia de limão dobrada no fundo. E sem gelo, claro.

O trabalho do cidadão é só anotar o que você pediu andar 20 metros e levar para sua mesa. Não pode ser tão difícil assim.

E de uns tempos pra cá, começou uma viadagem sem tamanho: agora tem um garçom que só tira o pedido, outro que só leva os pratos pra mesa, outro que só leva bebidas, e outro que só serve pra buscar o copo com gelo, que veio errado.

Na boa, nem médico é tão especialista assim. “desculpa amigo, mas eu só trato do dedo mindinho da mão esquerda. Mas eu posso te indicar um colega.” Não existe isso, né?

Larguei. Vou passar no Mc.

06/10/2008

05/10/2008

Votem em Mim

Bom, em primeiro lugar, quem tem que justificar o voto é quem vota. Não quem não vota.
Porra, tinha que ter um teclado e um espaço lá. Senão, o voto de qualquer zé ruela vale igual ao meu.

Tinha que ter uma comissão para analisar se o voto é válido ou não, dependendo da justificativa. Aí, sim, poderíamos chamar de voto válido.

Tipo:

Voto : 48 - Candidato Zé das Coves
Justificativa: Me deu um boné e um pente de alisar carapinha.

E além do mais, não entendo porque não se pode votar pela internet. Segurança? Fraude?
Porra, eu transfiro DINHEIRO pela internet, que é muito mais importante para mim do que votar (a não ser que alguém compre meu voto).

Por acaso o voto é mais importante que dinheiro? Então me dá seu dinheiro e eu voto em quem você mandar.


04/10/2008

nome às vacas

Esta é a vista do meu quarto, em foto que tirei hoje, sábado, às 15h40, sem camisa:



E esta é a filha da puta que falou que ia chover:


03/10/2008

auto-clone de si mesmo

Fevereiro de 1991. São Paulo. No auge de meus 12 anos eu presenciava, na minha própria casa, a invasão recente da MTV versão Brasil, um canal só com música e imagem, essa mistura complementar a que chamamos comumente de videoclipe.
Era quase madrugada. Minha irmã, momentaneamente se esquecendo que não suportava seu irmão mais novo, me chamou: "Vem ver essa banda! Você vai gostar". (Importante lembrar que naquela época meu gosto musical se resumia a Bon Jovi, Milli Vanili e Erasure). Entrei na sala e paralisei. Era como se a vida tivesse recomeçado ali.

As imagens do clipe Fight Like a Brave até eram interessantes porém era a música que me sacudia de dentro pra fora. Neurônios pulavam de alegria, um verdadeiro open bar de sinapses! Era uma festa no meu cérebro mas só eu tinha sido convidado. E foi assim que conheci os Red Hot Chili Peppers, a primeira banda que realmente me chamou a atenção e eventualmente se tornaria minha preferida.
Mas o que aconteceu com eles ao longo destes 17 anos? Não é difícil de explicar.

A banda californiana surgiu no começo dos anos 80, auge do Punk, transição da música Disco/Funk para o Rap. Anthony Kiedis era apaixonado por Grandmaster Flash. Flea era apaixonado por Dead Kennedys. Os dois eram apaixonados por Parliament-Funkadelic. A confluência terminante das variáveis resultou em um produto ainda não devassado (quê?). Red Hot era novo, original, tinha atitude, era diferente de tudo o que se fazia em meados daquela década maldita musicalmente!
No clipe uns carinhas da banda tinham cabelo raspado! Porra, naquele contexto se você raspasse o cabelo perguntavam se tava com piolho!! Era tudo diferente mas com estilo. A música misturava aquela guitarrinha distorcida com um suíngue monstro e a voz era meio hip hop. No dia seguinte fui comprar o CD (o formato era novidade na época). Só tinha Mother's Milk, o último disco. Descobri que o guitarrista dos albuns anteriores havia morrido de overdose e no seu lugar entrara um garoto de 19 anos chamado John Frusciante. Não vou entrar no mérito técnico mas acreditem que o cara era um monstro sagrado dos timbres guitarrísticos mundiais.

Meses mais tarde era lançado o que, na minha opinião particular, é um dos melhores albuns de toda a história da música ocidental contemporânea: Blood Sugar Sex Magik. Durante a tournée realizada pra divulgação o guitarrista John Frusciante abandonou a banda e pirou. Aí a house fell down, como eles dizem lá.

À partir daí só foi disco bosta. Dave Navarro é um puta músico mas não conseguiu salvar o One Hot Minute de 1995. Ali pensei - é um caminho sem volta...nunca mais seriam os mesmos.
Em 1999, a boa notícia: John Frusciante voltava pra banda! Mas o que pouca gente sabia é que nesse lapso de 8 anos o cara reeeeealmente surtou. Ele se picava o dia inteiro, latia, fumava crack, não tinha limites. Ficou enfurnado em casa, não comia, pouco se importava com higiene pessoal, não limpava a casa, enfim, ele pedia pra morrer mas Deus (substituir por Alá se for muçulmano) teve misericórdia e não o abandonou (Amém!). Mas também não deixou barato: John perdeu TODOS os dentes da boca, se queimou propositalmente nos braços na tentativa de parar com o vício da heroína, envelheceu 20 anos em 8 e o mais triste: DESAPRENDEU A TOCAR. Filho da puta.

O resto da banda deve ter percebido porque aos poucos as composições foram ficando irreconhecíveis até chegar a um ponto onde não mais se enxerga o espírito original das primeiras gravações. E dá-lhe música boiola! Porra, no último disco, das 28 faixas só 3 salvam!!! O resto é um grande amontoado negro de cocô.
É fato que Anthony Kiedis não sabe cantar mas ele foi o primeiro cara que entoou versos daquela maneira atonal-rapística e funcionava perfeitamente pras músicas da banda. Ouçam "Out In LA", "Yertle the Turtle", "Give It Away", enfim, quase todas as músicas até 1991 eram assim e isso que lhes conferia um sucesso interplanetário. Algum corno chegou pro Anthony e o convenceu a cantar direito (no caso dele: errado). E hoje é só música de rosca, nhé-nhé-nhé pra cá e pra lá, uma falta de hombridade sem proporções.

No final das contas, dá até pena do John porque ainda é perceptível sua tentativa de reviver alguns momentos da virtuose e suingue violento de outrora, porém o castigo é duro e imediato: o que se vê é um verdadeiro clone de si mesmo. Metonimicamente por extensão, acontecia o mesmo com todos. E já é tarde demais, a cruel realidade é o presente.
Galera, assumam o efeito impiedoso do tempo! Aceitem de uma vez por todas a decadência e a verdade transparente: que vocês são UMA GRANDE BOSTA DE BANDA!

Ecologicamente Correto

Esse papo de ecologia já tá dando no saco.

Do jeito que anda, vão mandar o Milan Kundera trocar o nome do livro para "A sustentável leveza do ser".

Outro dia avisaram aqui no trabalho:

- Gente! A partir de agora, vamos imprimir no verso das folhas usadas! Vamos economizar papel!

Tá! Beleza, bonitona! A gente vai imprimir tudo no verso. E quando acabar o papel usado vai imprimir onde?

Como é que se imprime no verso, sem imprimir antes na frente?

Cacete! É uma falta de pensar sem tamanho.

Para aliviar minha consciência, eu imprimo tudo em papel branco, para ter bastante papel usado para o pessoal imprimir no verso.

Sou o fornecedor de papel usado para o pessoal ser ecologicamente correto. Ou seja, sou o mais ecológico de todos.

Rsss

Outro dia eu tava conversando com um amigo meu no msn, quando ele escreveu um negócio que me incomodou muito. Não, ele não criticou meu time, nem xingou minha mãe.

Ele fez pior, o cara escreveu um “rs”. Pô, um homem escrevendo “rs” na hora de dizer que tá rindo é dureza.

E pra fuder de vez, escrevia “rsss” qdo queria dizer que tava rindo muito. Ah, pára com isso, malandro. Mete um “hahahahaha”. Ou um “HAHAHAHAHAHAHA” qdo estiver explodindo na frente do computador.
Na boa, “rs” não dá, é atestado de perobice. Perdi o respeito.

O pior é que ele é homem de verdade, macheza, não é um desses amigos moderninhos de óculos quadrado que eu tenho. É foda, puta decepção, sempre vi o cara como um ogro, quase um viking.
Mas na hora já imaginei ele sentado no cantinho do sofá, de perna cruzada e alisando o gato.

Depois apanha quando estiver andando na rua e vem falar que não tem sorte na vida.

p.s. da próxima vez comento sobre os “kakaka” e “huahuahua”.

Primeiro domingo de outubro

Em época de eleições é importante deixar claro pra você que é burro.

O que é um Vereador?

É um representante político que opera no domínio dos municípios, igual à forma de governo constitucional na Câmara. O vereador tem somente poder Legislativo.
É eleito por voto direto e simultâneo em todo país, seu mandato tem a duração de 4 anos. Para concorrer ao mandato de vereador você precisa ter a idade legal mínima de 18 anos.
O número de integrantes nas Câmaras deve ser proporcional à população do município (entre 9 e 55). Quem vereia, amigo é.

- Licita obras e outras benfeitorias para o município;
- Elaboração da Lei Orgânica do Município; http://www.tcm.sp.gov.br/legislacao/lomun/lom_t1.htm
- Fiscalização e julgamento das contas do executivo;
- Não podem ser violadas suas opiniões, palavras e votos;
- Legislar sobre assuntos de interesse local.


O que é um Prefeito?

É o administrador do município ele desenvolve certas funções, chefia o poder executivo em simetria aos chefes dos executivos da União e do estado.

- Eleito por voto direto, secreto, simultaneamente em todo país;
- Eleições realizadas a cada 4 anos, no primeiro domingo de outubro;
- Principal função: zelar pelo bem estar dos cidadãos de seu município;
- É auxiliado, na direção superior da Administração Municipal, por Secretários Muncipais, agentes políticos, com funções assemelhadas às de Secretários de Estado e de Ministro de Estado.


Aí não...

Sério, quando você pensa em música clássica, em sinfônicas, instrumentos, corais, vem à cabeça a figura principal: o maestro!

É ele quem comanda, cheio de pompa, garbo e elegância aquela porra toda.
É aclamado, tem um status fora do comum e sempre um nome de peso (geralmente austríaco ou alemão).

Até que surgiu, pelas mãos do gênio da comunicação, o maestro mais famoso da história brasileira. Um gordo horroroso, vestido de garçom de restaurante carioca (preservando a gravatinha borboleta por cima da camisa branca) e com o nome mais sem naipe de todos os tempos: Maestro Zezinho.

Puta que pariu! Zezinho! Isso lá é nome de maestro?!?!?!

E hoje em dia, com essa onda de processo pra todo lado, não sei como a Associação dos Maestros ainda não entrou na justiça reclamando que esse nome denigre a (alta) classe.

Caralho, se eu fosse maestro, ia ficar puto.

02/10/2008

Paraolimpíadas


Sugestão de nomes para as modalidades:



100m Tá Fundos Tá Rasos



Nado Borboleta-Depois-do-Estilingue



Tiro - Recebimento de Tiro



E para fechar, um esporte gay: mandem sugestões de nome.



comigo, só com um jantarzinho antes e show do djavan. senão nada feito.

Piada pronta.


Uma associação de cegos lá nos EUA (onde mais?) está protestando contra o novo filme do Fernando Meirelles, o “Ensaio sobre a Cegueira”.

Eles até usam uns argumentos ridículos, tal. Mas eu não consigo levar a sério cegos reclamando que não gostaram de um filme.

Ah, e antes que comecem as piadinhas, ninguém viu o filme mesmo. Lá só vai estrear amanhã.

01/10/2008

Eleições 2008: Vote Mickey Mouse


Os anos foram cruéis com seu camundongo preferido.


sagrado trocadilho, sagrilho trocadado


cartaz na porta de uma igreja. juro.

parece uma astronauta


Essa é pra você, mulher, que adora combinar seu Nike Shox com um jeans bem apertadinho: vai se vestir mal lá na puta que o pariu. Obrigado.